Últimas Notícias
Capa / Artigos / Investimento em Radioterapia Salva Vidas
Investimento em Radioterapia Salva Vidas

Investimento em Radioterapia Salva Vidas

Radioterapia tem maior efetividade em relação ao custo que a quimioteria e cirurgia no tratamento de câncer” Mary Gospodarowicz – União Internacional de Controle de Câncer (UICC).

A ausência de oferta de radioterapia para cura e paliação de pacientes com câncer é preocupação da UICC. É sabido que cerca de 40 a 60% dos pacientes oncológicos necessitarão deste tratamento em algum momento, entretanto o alto investimento inicial dificulta a aquisição do aparelho (que se tornará economicamente viável somente após alguns anos).

Em recente artigo do The Lancet Oncology, divulgado no Congresso Europeu de Oncologia, a Dra Mary Gospodarowicz, Dr Rifat Atun e colaboradores mostraram que além de necessário o investimento em radioterapia é extremamente efetivo quando relacionado ao custo.

No mesmo texto, o Brasil é citado, como um exemplo de país com dificuldades geográficas de acesso ao tratamento, devido a sua concentração em grandes centros urbanos, ou em outros locais com aparelhos não instalados ou com problemas de manutenção (vimos exemplos disso recentemente no Hospital São Paulo, mas é um problema generalizado em serviços públicos devido aos custos envolvidos).

Os pesquisadores avaliaram o benefício por meio de dois modelos (modelo de custo nominal e modelo de eficiência).
Segundo a pesquisa, os anos de vida “salvos” pelo tratamento adequado, caso todos os pacientes tivessem acesso imediato à Radioterapia, dentro do modelo de custo nominal, os países em desenvolvimento fariam uma economia no valor de 265 milhões até 2035. Se pegarmos o modelo da eficiência, o benefício seria de 12.8 bilhões nesses países! Na verdade quanto mais o país investe no segmento, maior é a economia, por isso países desenvolvidos apresentam custo-beneficio muito superior aos em desenvolvimento.

O governo brasileiro há alguns anos iniciou um projeto para aumentar o parque de aparelhos de radioterapia no Brasil, que incluiu uma fábrica em território nacional. Infelizmente ainda não há previsão para a instalação das máquinas e a crise econômica parece não dar celeridade ao processo.

É necessária visão de longo prazo para tornar esse tipo de investimento prioridade. Melhor para os pacientes oncológicos e melhor para o Brasil.

495 Visualizações 1 Visualizações Hoje

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*